edição digital

Conselho para Questões de Integração de Ravensburg foi co-fundado por uma portuguesa

09/10/17 COMUNIDADES Imagem

A cidade de Ravensburg, no estado de Baden-Württemberg, celebrou em setembro os 30 anos do Conselho Municipal para Questões de Integração, um organismo autárquico que tem entre os seus membros Maria do Céu Campos, a viver na Alemanha há 42 anos.

Maria do Céu Campos, que integra o Conselho para Questões de Integração desde a sua fundação, em 1987, é o único membro fundador ainda em funções num organismo que tem dado voz aos estrangeiros a residir naquela cidade.
“O Conselho, além dos elementos representativos dos estrangeiros aqui residentes é composto por representantes de todos os partidos com assento na Assembleia Municipal, representantes de vários serviços da Câmara, que se alternam conforme os assuntos a tratar em cada reunião, representantes de várias entidades, tais como Caritas, Cruz Vermelha, Igrejas Católica e Evangélica, delegação escolar, serviços para a juventude e sua integração, etc”, explica a portuguesa.
Presidido pelo primeiro Burgomestre, equivalente em Portugal ao vice-presidente da Câmara, o Conselho costuma convidar para as reuniões, conforme os assuntos agendados, as entidades municipais responsáveis pelos pelouros respetivos, como Emprego e Segurança Social, Serviços de Segurança, Polícia, etc, explica ainda Maria do Céu Campos.
Isto explica a importância dada pelo executivo autárquico a este organismo voltado para todas as questões que digam respeito às comunidades estrangeiras a viver em Ravensburg. “(o Conselho) tem muita importância para todos nós porque podemos expor os nossos problemas, anseios e podemos dar opiniões de solução. Ao longo dos anos os requerimentos que apresentei foram sempre aceites e tive resposta aos mesmos”, sublinha Maria do Céu, acrescentando que, pessoalmente, a sua meta tem sido desde sempre “estar presente e ajudar a resolver problemas, que são de nós todos”.
Os 30 anos do Conselho Municipal para Questões de Integração foram celebrados a 28 de setembro com a presença, entre outras individualidades, do representante do Ministro da Integração do Estado de Baden-Wuertemberg, Manfred Lucha. “Foi uma festa maravilhosa, onde uma assistência que encheu a sala e seguiu interessada todos os oradores, tais como o representante do Ministro, o representante da Städttag, o presidente da Câmara de Ravensburg, Daniel Rapp, o primeiro encarregado para os estrangeiros da Câmara, Peter Ederer, o seu sucessor, Martin Diez, e eu que tive o privilégio de dar a conhecer a minha experiência e vivência nesta cidade”, contou Maria do Céu. Entre outras individualidades, estiveram ainda presentes o deputado ao Parlamento de Baden Wurttemberg, August Schuler, e o primeiro Vice-presidente da Câmara e presidente do Conselho, Simon Blumck.

Uma comunidade que evoluiu
Segundo Maria do Céu Campos, residem em Ravensburg 260 portugueses, e se ao princípio eram, na sua maioria, trabalhadores não qualificados, na segunda geração “todos tiraram o seu curso profissional, muitos frequentam o liceu e já temos engenheiros”, elogia.
Esta realidade é explicada pela co-fundadora do Conselho Municipal para Questões de Integração, com a vontade de evolução profissional dos lusodescendentes que pensam “mais no futuro e nos seus desafios”, certos de que “sem uma profissão qualificada não se consegue nada”.
E Maria do Céu diz estar certa de que a terceira geração “trará ainda mais gente qualificada nos mais variados campos da tecnologia, ciência etc. Estamos no bom caminho”.
Sobre as questões da integração e o que contribui para a sua realidade, maria do Céu defende que “integração é um dar e receber e sem a nossa participação cívica e política não temos voz e, consequentemente, ninguém nos leva a sério”. “Assobiar da bancada e não participar é o mesmo que não existir. Temos de ser mais participativos, porque participar é ajudar e decidir”, alerta.
Maria do Céu Campos integra atualmente a Comissão organizadora da Semana dos Estrangeiros e faz parte do Conselho Municipal para as Questões da Integração e o Conselho Municipal para a Terceira Idade, ambos de responsabilidade da Câmara de Ravensburg.
Radicada na Alemanha desde 1975, Maria do Céu Campos viveu sempre em Ravensburg, cidade no sudoeste da Alemanha. Foi dirigente associativa durante 20 anos naquela cidade onde 11 por cento da população é de origem estrangeira.
Em 1985, foi eleita para a direção do Centro Português de Ravensburg, a partir de 1989 integrou o Conselho dos Estrangeiros junto da câmara municipal. Em 1999 foi convidada pela primeira vez para ser candidata da CDU às eleições autárquicas, e desde 2001 faz parte da direção distrital dos democratas-cristãos.
Em outubro de 2008 foi convidada pela Chanceler Angela Merkel para uma homenagem na chancelaria em Berlim. O «Alemanha diz Obrigado» distinguiu 200 emigrantes de todas as nacionalidades, entre eles Maria do Céu Campos.
Ana Grácio Pinto

MUNDO PORTUGUÊS - ASSINE JÁ

Medalha de Mérito das Comunidades


Maior Onda surfada do Mundo


Mundo Português TV


Mundo Português APP





Meteorologia

Marcas Grupo